30/11/2018

DIRETOR – EDIÇÃO 06 – 2018-2019

Flexibilidade: o Rotary tem muito a ganhar

 

O quadro associativo do Rotary é nosso maior patrimônio. Quando ele aumenta, nossos clubes tornam-se mais vibrantes, temos mais ações para mostrar ao mundo e mais recursos para ajudar as comunidades. O aumento do quadro associativo é a maior prioridade organizacional interna do Rotary International, enquanto a erradicação da pólio permanece sendo nossa maior prioridade externa.

Em 1º de julho de 2018, nosso quadro associativo estava geograficamente distribuído da seguinte maneira:

 

·        Ásia: 382.883 rotarianos (32% do total);

·        EUA, Canadá e Caribe: 343.544 (29%);

·        Europa, África e Oriente Médio: 296.101 (24%);

·        América Latina: 92.036 (8%);

·        Grã-Bretanha e Irlanda: 44.930 (4%);

·        Austrália, Nova Zelândia e Ilhas do Pacífico: 35.613 (3%).

Em algumas partes do mundo, o Rotary continua crescendo rapidamente. Em outras, o quadro associativo está diminuindo, ao mesmo tempo em que aumenta a idade média dos associados.

Com o objetivo de dar maior flexibilidade aos nossos clubes, no Conselho de Legislação de 2016 foram aprovadas mudanças que os permitem decidir quando, onde e como serão suas reuniões, e os tipos de associação que podem oferecer. Qualquer Rotary Club pode adotar a flexibilidade, basta alterar seu regimento interno. Aqueles que não quiserem incorporar as mudanças continuam seguindo suas normas tradicionais.

Em relação ao formato e à frequência das reuniões, agora os Rotary Clubs têm a possibilidade de alterar sua periodicidade, desde que se reúnam pelo menos duas vezes ao mês; mudar o local e o formato desses encontros, podendo, por exemplo, fazê-lo durante um happy hour informal após o trabalho, em vez de um jantar formal; variar sua estrutura, de modo a reunir-se da maneira tradicional, num evento social ou atividade humanitária; e realizar as reuniões presencialmente ou online (ou, ainda, numa combinação dos dois formatos).

Quanto à associação, agora os clubes estão permitidos a disponibilizar categorias adicionais. Por exemplo: eles podem oferecer a categoria de associado corporativo, com objetivo de atrair pessoas de uma mesma empresa; ou de associado adjunto, voltada a jovens profissionais que queiram experimentar a associação por um período (na qual os custos e o comprometimento de tempo sejam menores).

Além disso, com a flexibilidade os rotaractianos podem associar-se a um Rotary Club enquanto ainda são associados ativos do Rotaract. Os clubes também podem decidir se monitoram o comparecimento do associado às reuniões ou se preferem medir seu engajamento de outra forma.

Vamos adotar essas novas medidas para tornar nossos clubes mais atraentes e adequados aos dias de hoje. Sejamos todos a inspiração para um ano repleto de serviços, amor e paz. Feliz 2019.

Paulo Augusto Zanardi

Diretor do Rotary International

Gestão 2017-2019 | Zonas 22 e 23

Rotary Club de Curitiba-Cidade Industrial | Paraná – Brasil

Compartilhe:

Sobre Revista Rotary 4420

Revista Rotary 4420

  • Email

Enviar comentário

*